Sala de ImprensaNotícias

30.01.2013
Construído pela Odebrecht Venezuela, MetroCable Mariche traz mais integração

Após passar por testes operacionais, foi aberto ao público, em Caracas, o MetroCable Mariche, teleférico que fará integração com o sistema de metrô da cidade. Em evento que contou com a presença do vice-presidente Nicolás Maduro, do presidente do Metrô de Caracas, Haiman El Troudi, de executivos da empresa austríaca Doppelmayr e da Odebrecht Venezuela, foi iniciada a operação comercial do primeiro trecho do teleférico, que tem capacidade para transportar 100 mil pessoas por dia.

Os primeiros usuários ressaltaram a comodidade e a rapidez em que é feito o trajeto até a Linha 1 do sistema subterrâneo do metrô. Este primeiro trecho, de 4,8 km, corresponde à etapa inicial da obra e permite realizar a rota entre as estações de Mariche e Palo Verde em 17 minutos, trajeto que pode levar até duas horas para ser percorrido de carro.

Na segunda etapa da obra, que já está em construção, o MetroCable será ampliado com as estações Palo Verde, Guaicoco, La Dolorita, La Dolorita Bloques e Mariche. Serão mais 158 cabines e todo o trajeto será feito em até 25 minutos.

A Odebrecht Venezuela já realizou outras duas obras deste tipo para o Metrô de Caracas. Em 2010, entregou o MetroCable San Agustín, obra que recebeu o Prêmio 2011 da Câmara Venezuelana de Construção por ter sido considerada a mais relevante realizada no país naquele ano.